WACA requalifica farol de São Sebastião localizado no Museu Nacional e com sequência na reabilitação doutros faróis em São Tomé e Príncipe

O Projecto do Investimento em Resiliência das Áreas costeiras da África Ocidental – WACA , reabilitou o principal farol de orientação das embarcações marítimas localizado no Museu Nacional de São Tome e Príncipe. A obra teve a duração de 3 meses executada pela empresa são-tomense, ECOMOVEL, com financiamento do Banco Mundial.

Para entrega das obras, a inauguração aconteceu na manha da última Quinta-feira, dia 9, no Museu Nacional. Um acto que contou com a presença do Coordenador do Projecto WACA, Arlindo Carvalho, Engenheiro de Construção Civil do Projecto WACA, Silvino Mendes, Ramon Nascimento, Chefe de Capitania dos Portos, Directora das Pescas dentre outras individualidades.

“ trata-se de uma obra feita em parceria entre os serviços de Capitania dos Portos e, o Projecto WACA”,  disse  Engenheiro de Construção Civil do Projecto WACA, Silvino Mendes e tendo afirmado “dado o estado de degradação da estrutura do farol poderia por em risco a vida humana”.

Chefe de Capitania dos Portos, Ramon Nascimento enalteceu a iniciativa do projecto WACA, por ter financiado a obra, como uma das primeiras a ser iniciada de acordo com a convenção assinada entre ambas as partes. Segundo este responsável da Capitania dos Poros , normalmente São Tome e Príncipe dispõe cerca de 12 faróis e 5 faro linhos distribuído no País. Que, o Projecto WACA, vai continuar com a reabilitação doutros faróis distribuídos no arquipélago são-tomense.

O. Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *