Director: Octávio Soares - Contacto: 00239 9923140 - E-mail: tropical05@hotmail.com - www.jornaltropical.st

Publicidades
Afriland First BanK- O Banco de confiança

Programa de Apoio Participativo à Agricultura Familiar e Pesca Artesanal (PAPAFPA)
 
Transferir STome_logo_cmyk.jpg (1075,9 KB)

siga-nos no Facebook

 https://www.facebook.com/SaoTomePestana

 

                                           
 

CST e Grupo HBD estabelecem parceria para

        melhorar comunicações na Ilha do Príncipe

17-09-2014 CST é o parceiro escolhido pelo grupo HBD para o fornecimento de serviços de telecomunicações, incluindo internet de banda larga. O Acordo permite viabilizar upgrade do link de feixe hertziano para 9 vezes mais capacidade que o atual, assegurando comunicações de melhor qualidade na ilha do Príncipe e maior proveito da ligação internacional de cabo submarino de fibra ótica ACE.

As duas empresas estão fortemente comprometidas com o desenvolvimento do Príncipe São Tomé, 15 de Setembro de 2014 A CST, Companhia Santomense de Telecomunicações, principal operador telecomunicações santomenses e o grupo HBD, operador de hotelaria e turismo sustentável, estabeleceram hoje uma parceria para aumentar a capacidade do link de feixe hertziano que suporta a comunicação entre a Ilha de São Tomé e a Ilha do Príncipe.

A HBD selecionou a CST como sua parceira para o fornecimento de serviços de telecomunicações para os próximos anos, tendo esta operação viabilizado economicamente o upgrade do link e lançado assim as bases para que a população da Ilha do Príncipe venha a beneficiar da internet de banda larga até 100 Mbps que só a fibra ótica ao domicilio pode atingir.

As ligações internet suportadas em rede de fibra otica serão uma realidade até ao final de 2014.

São Tomé e Príncipe está desde Dezembro de 2012 efetivamente conectado ao cabo submarino de fibra ótica ACE que interliga o arquipélago à Europa (França, mais concretamente) passando por vários países das costas ocidentais africana e europeia, incluindo Portugal, mas a estação de amarração encontra-se na Ilha de São Tomé e não havia até então uma ligação de grande capacidade entre as duas ilhas que permitisse que a Ilha do Príncipe tirasse plenamente partido da ligação internacional.

Este investimento conjunto vai atender à crescente procura de serviços de telecomunicações que resulta do aumento do número de turistas e do crescimento económico que se verifica no Príncipe. Demonstra o quanto as duas empresas estão comprometidas com o desenvolvimento desta região autónoma.

Fonte: HBD

« Retroceder

 
 
   
 
 
Jornal Tropical | Todo Direito reservado | Av. Marginal 12 de Julho | São Tomé e Príncipe | jornaltropical05@hotmail.com - 00239 9923140