Treinador do Vitória de Guimarães quer “mudar de rumo” e vencer em Famalicão

O treinador Ivo Vieira afirmou hoje que o Vitória de Guimarães precisa de ultrapassar as recentes derrotas e vencer no terreno do Famalicão, no sábado, em partida da 20.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Candidatos assumidos aos cinco primeiros lugares do campeonato, os vimaranenses ocupam o sétimo lugar, com 25 pontos, após as derrotas nas jornadas anteriores, frente a Rio Ave (2-1) e Boavista (2-0), e estão prestes a defrontar o quinto classificado (32 pontos), num duelo que pode “fazer diferença” para o resto da prova e que, segundo Ivo Vieira, exige um Vitória com “cara diferente”.

“Temos estado aquém na soma de pontos para subirmos na tabela. Perante uma equipa forte e motivada, temos de ser muito competitivos e estrategicamente inteligentes na abordagem ao jogo. É preciso mudar o rumo em termos de resultados. A equipa, fora, tem feito pela vida, mas não tem conseguido o essencial, os resultados”, disse, na antevisão à partida, agendada para as 15:30.

O treinador, de 44 anos, admitiu existir uma “tristeza natural” no seio do grupo de trabalho, face aos últimos resultados – um triunfo nas derradeiras seis partidas do campeonato -, mas lembrou que os seus jogadores “podem fazer melhor” e querem apresentar-se “competitivos” em mais um jogo fora de portas, condição na qual somaram oito pontos, em 27 possíveis.

Ivo Vieira reconheceu, porém, que o Famalicão é “uma das equipas mais fortes” do campeonato, com uma prestação a “roçar o brilhante” e “atletas de grande valia” que exibem “boa organização nos processos”, graças ao “trabalho fantástico” do seu treinador, João Pedro Sousa.

Candidatos assumidos aos cinco primeiros lugares do campeonato, os vimaranenses ocupam o sétimo lugar, com 25 pontos, após as derrotas nas jornadas anteriores, frente a Rio Ave (2-1) e Boavista (2-0), e estão prestes a defrontar o quinto classificado (32 pontos), num duelo que pode “fazer diferença” para o resto da prova e que, segundo Ivo Vieira, exige um Vitória com “cara diferente”.

“Temos estado aquém na soma de pontos para subirmos na tabela. Perante uma equipa forte e motivada, temos de ser muito competitivos e estrategicamente inteligentes na abordagem ao jogo. É preciso mudar o rumo em termos de resultados. A equipa, fora, tem feito pela vida, mas não tem conseguido o essencial, os resultados”, disse, na antevisão à partida, agendada para as 15:30.

O treinador, de 44 anos, admitiu existir uma “tristeza natural” no seio do grupo de trabalho, face aos últimos resultados – um triunfo nas derradeiras seis partidas do campeonato -, mas lembrou que os seus jogadores “podem fazer melhor” e querem apresentar-se “competitivos” em mais um jogo fora de portas, condição na qual somaram oito pontos, em 27 possíveis.

Ivo Vieira reconheceu, porém, que o Famalicão é “uma das equipas mais fortes” do campeonato, com uma prestação a “roçar o brilhante” e “atletas de grande valia” que exibem “boa organização nos processos”, graças ao “trabalho fantástico” do seu treinador, João Pedro Sousa.

lusa.pt

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*