Contacto -: +239  9923140 -jornaltropical05@hotmail.com

 

 

China volta a aceitar estudantes universitários de São Tomé e Príncipe

A embaixada da China em São Tomé e Príncipe anunciou hoje que voltou a aceitar pedidos de vistos para são-tomenses que pretendam estudar em universidades chinesas.

Segundo um comunicado, a reabertura abrange tanto novos alunos como estudantes já matriculados em universidades da China, mas que até ao momento estavam a acompanhar as aulas à distância.

A embaixada referiu também que os familiares dos estudantes de São Tomé e Príncipe podem ainda solicitar vistos de “residência para acompanhante” ou de visita.

A China irá ainda, a partir de quarta-feira, permitir a entrada, “sem necessidade de requerer um visto” de cidadãos são-tomenses titulares de cartão de viagem de negócios da Cooperação Económica Ásia-Pacífico.

Leia ainda: “Uma ajuda crucial na luta contra a pobreza” em São Tomé e Príncipe

O objetivo desta medida é “promover o intercâmbio internacional de pessoal”, sublinhou a embaixada.

O anúncio surgiu quatro dias depois de responsáveis da embaixada se terem reunido com jovens são-tomenses formados em universidades na China.

O Governo chinês tem concedido anualmente cerca de 50 bolsas de estudo a estudantes são-tomenses.

Em dezembro, São Tomé e Príncipe e a China assinaram um acordo no âmbito da iniciativa chinesa Uma Faixa, Uma Rota, que prevê a cooperação em áreas como as infraestruturas, economia, comércio, cultura e formação de recursos humanos.

Desde 2020 que a China mantém as fronteiras fechadas à esmagadora maioria dos estudantes estrangeiros, devido à pandemia de covid-19.

Lusa